Caraguatatuba Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
Caraguatatuba Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
Todos os sites
22 de julho de 2013 16:04

Caraguá: CIDE Centro: educação, cultura e esporte em um só lugar

O CIDE Centro recebe o nome Ministro Paulo Renato Souza, em homenagem ao ex- ministro da Educação

Por Litoral Diário
Fotos: Gianni D`Angelo e Luis Gava
Fotos: Gianni D`Angelo e Luis Gava

Cerca de 10 mil moradores da região Central de Caraguá (Tinga, Poiares e Gaivotas) serão beneficiados com a implantação do CIDE (Centro Integrado de Desenvolvimento Educacional). A nova unidade, que será inaugurada dia 27 de julho, às 10h, proporcionará ensino de qualidade, esporte e cultura em tempo integral. O CIDE Centro recebe o nome Ministro Paulo Renato Souza, em homenagem ao ex- ministro da Educação.

O CIDE Centro possui 11 mil m2 e foi construído em uma área com mais de 16 mil m², no bairro do Tinga. O complexo educacional, com mais de 5.200 m2, é formado pelo CEI (Centro de Educação Infantil) e EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Profª Maria Elma Mansano e EMEF (Escola Municipal de Educação Fundamental) Profª Maria Aparecida de Carvalho. Ao todo são 22 salas de aulas, pátio coberto e refeitórios exclusivos por idade.

Infantil – O CEI/EMEI do CIDE terá fraldários, nove salas de aula amplas e bem iluminadas, salas de amamentação, lactários, depósitos, solários, escaninhos (armários), pátio coberto, refeitório, pátio externo e banheiros equipados com banheiras e duchas.

A educação infantil terá capacidade para atender cerca de 300 crianças, mas receberá, inicialmente, 160 alunos do berçário ao ensino infantil (5 anos) que serão transferidos do CEI Jardim Primavera.

A diretora do CEI/EMEI, Crystiane Bueno Ciaca, disse que a unidade contará com 52 funcionários, entre equipe técnica, professores (10) e ADIs (31). Crystiane nos últimos cinco anos foi vice-diretora da EMEF Profª Maria Thereza de Souza Castro.

Fundamental – A Emef tem dois pavimentos que alojam 13 salas de aula e banheiros. A capacidade de atendimento é de 400 estudantes, mas, inicialmente, estudarão na nova unidade 144 alunos do 6º ao 9º anos, que serão transferidos da EMEF João Baptista Gardelin, no Poiares, EMEF Lúcio Jacinto dos Santos, no Tinga, e EMEF Maria Moraes de Oliveira, do Jardim Gaivotas.

O espaço contará ainda com sala de leitura, biblioteca, laboratórios de informática e de ciências, auditório para 250 pessoas com camarins e sanitários. No pavimento térreo também haverá uma cozinha para atender o complexo educacional.

A diretora da EMEF do CIDE Centro, Jéssica Heloisa da Silva Nery, que desde 2009 ocupava o cargo de vice-diretora da EMEF Luiz Ribeiro Muniz, disse que a unidade contará com cerca de 35 funcionários sendo 15 professores.

O prefeito Antonio Carlos disse que o CIDE será entregue à população com um conceito inédito de educação em tempo integral, para ser referência a outros municípios. “Desde o CEI, para o desenvolvimento do intelecto de nossas crianças, até o 9º ano do Ensino Fundamental, com acesso à boa alimentação, esportes e cultura em um só lugar. Idealizamos uma escola, na qual gostaríamos que nossos filhos estudassem e onde a comunidade possa ser atendida com carinho, respeito e esmero.

Equipe – Aproximadamente, 200 profissionais da área de educação trabalharão no CIDE Centro, entre professores, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, agente administrativo, auxiliares de desenvolvimento infantil, diretor, vice-diretor, estagiários, inspetores de alunos, vigias, auxiliares de limpeza e as cozinheiras do projeto Tempero de Mãe.

As diretoras Jéssica e Crystiane disseram que estão muito ansiosas e entusiasmadas com a nova missão e que sabem da responsabilidade que assumiram. “O CIDE é o sonho de todo profissional da área da educação, um espaço idealizado, pensado e construído para melhorar a qualidade do atendimento prestado aos alunos, ampliando o tempo de permanência em período integral”, afirmaram.

O casal Ana Cristina Santos e Neyllo Rodrigues Martins, pais de João Henrique, 7 anos, contou que a expectativa é grande sobre a nova escola, principalmente porque a rotina do filho terá alterações. “Ele teve que abrir mão dos treinos de futebol porque vai estudar em período integral”, disse o pai.

Esportes – O núcleo de Educação Esportiva tem piscina (25m X 12,5m X 2m), quadra coberta e um campo de futebol society. No total, são mais de 2.500 m2 destinados ao esporte e que atenderão alunos e comunidades.

Presente – O CEI Profª Maria Elma Mansano terá vários cantinhos temáticos onde as crianças podem interagir e aprender enquanto brincam. Os espaços foram preparados pelos 15 Centros de Educação Infantil da rede municipal. Os presentes foram preparados com muito carinho e capricho, e com certeza vão encantar e entreter os pequenos alunos.

Os cantinhos são: Bandinha (CEI Profª Ester Nunes de Souza – Sertão dos Tourinhos), Trânsito (CEI Profª Aparecida Maria Pires de Meneses – Olaria), Jogos Divertidos (CEI João Bolinha – Casa Branca), Cantinho da Leitura (CEI Messias Mendes de Souza – Ipiranga), Bebeteca (CEI Profª Santina Nardi Marques – Estrela D`Alva), Quarto da Casinha (CEI Profª Honorina Pacheco Corrêa – Rio do Ouro), Ateliê das Artes (CEI do Tinga), Do meu nariz cuido eu (CEI do Poiares), Receitinha da Vovó (CEI Severino Vitoriano dos Santos – Jardim Gaivotas), Toque da Borboleta (CEI Profª Maria Carlita Saraiva Guedes – Morro do Algodão), Sala da Casinha (CEI Profª Thereza Yanesse – Porto Novo), Camarim da Beleza (CEI João Lino da Cruz – Barranco Alto), Quitandinha (CEI Profª Regina Célia – Travessão I), Baú de Histórias (CEI Leonor Mendes de Barros – Travessão II) e Cantinho das Fantasias (CEI Profª Célia Rocha Lobo – Perequê-Mirim).

Capricho – A Oficina Fazendo Arte, da secretaria de Educação, confeccionou as cortinas e almofadas com o tema “fundo do mar” para o CEI (Centro de Educação Infantil) do CIDE Centro (Centro Integrado de Desenvolvimento Educacional).

Tartarugas, peixes e estrelas do mar ilustram 150 cortinas, 120 almofadas, 70 jogos para sofás e 40 móbiles. Tudo confeccionado com carinho pelas mãos habilidosas de sete costureiras e três bordadeiras.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*